SEST/SENAT projeta uma nova unidade em Lajeado (RS)

28 de junho de 2021

O Vale do Taquari tem se tornado uma referência em Logística no Estado do Rio Grande do Sul. E para melhor atender toda a demanda de motoristas e demais profissionais da estrada, o município de Lajeado formalizou a proposta de cedência de uma área para a construção da nova sede do Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat) na região. A proposta foi entregue pelo prefeito Marcelo Caumo ao presidente da Federação das Empresas de Logística e Transporte de Cargas no RS (Fetransul), Afrânio Kieling. Trata-se de um terreno na Avenida dos Ipês, próximo à ERS-130.  

A proposta do município de Lajeado consiste na cedência de uma área e também a terraplanagem do terreno de 95x85m. O projeto ainda será encaminhado para análise dos 15 vereadores locais. As unidades são equipadas para atendimentos de saúde nas áreas de odontologia, fisioterapia, psicologia e nutrição, além de ações de esporte e lazer e cursos para o desenvolvimento profissional dos motoristas e familiares. Diretor Comercial da Tomasi Logística, Vice-presidente do Setcergs e Diretor Efetivo da Fetransul, Diego Tomasi participa ativamente das negociações desde 2019.  

“A nossa luta é a busca por mais qualidade de vida para todos os profissionais envolvidos no setor de transporte. Como vice-presidente do Setcergs, busquei com demais colegas do setor junto à Fetransul e à CNT uma nova estrutura para o Sest/Senat de Lajeado. Assim, os nossos motoristas e demais colaboradores podem ter acesso a um grande número de serviços voltados à saúde e ao desenvolvimento pessoal e profissional. É um trabalho de negociação que envolve diversos atores. Gestores e diretores do Sest/Senat, prefeitos da região e presidente da Fetransul foram fundamentais para que essa articulação garanta a nova unidade”, afirma.  

A unidade já existente no município de Lajeado foi inaugurada em 2006. Está localizada às margens da ERS-130, no bairro Campestre, junto ao popular “Posto do Arco”. Parte do espaço é alugado e a sede só possui dois serviços em saúde (odontologia e fisioterapia). Mesmo assim, no último ano foram prestados 6,5 mil atendimentos, incluindo cursos e qualificações para motoristas. A nova estrutura deverá ter capacidade para mais de 12 mil atendimentos ao ano, todos gratuitos e com auxílio de um simulador de trânsito de última geração.