Tomasi Rede Logística já conta com 18 franqueados

04 de agosto de 2019

As empresas C. Porto, Hoffmann e Trans Puerari são as mais novas franqueadas da Tomasi Rede Logística. Entre as vantagens garantidas, acesso a grandes embarcadores das regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste e Nordeste do Brasil; disponibilidade de cargas frequentes nas principais rodovias e rotas do país (ida e volta); redução nos custos operacionais; aumento da lucratividade; e o Clube de Compras, onde há condições especiais junto aos maiores fornecedores do setor de transporte, com preços mais competitivos.

Euclides dos Santos Mattos é o gerente da C. Porto, empresa com sede em Torres (RS). Hoje, possui um caminhão. “Eu atuo e viajo para onde houver carga”, resume. Ele foi apresentado ao modelo inovador pelo Gerente de Franquias da Tomasi Rede Logística, Jeferson Mattos. “Eu já havia trabalhado como agregado. Agora, optei pela franquia porque estava parado. E também pelos diversos atrativos deste sistema."

As demais empresas, Hoffmann e Trans Puerari, possuem suas sedes nas cidades de Caxias do Sul e Erechim, ambas no Rio Grande do Sul.  “Todos os empreendimentos contam agora com uma equipe de apoio e de compras. A Tomasi Rede Logística garante carregamentos em grandes embarcadores, e assegura uma excelente remuneração, e também segurança e pontos de apoio em sete Estados brasileiros”, informa Jeferson. A consultoria atua nas áreas de finanças, de logística, e também no setor de marketing.  

Hoje, a Tomasi Rede Logística possui unidades nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco e Bahia. Com sede administrativa em Lajeado (RS), possui mais de 250 caminhões à disposição dos clientes e disponibiliza equipamentos com as maiores cubagens do mercado brasileiro. Nos próximos meses, a empresa lança no mercado um inovador aplicativo para melhor gerenciar as cargas e veículos.

Ganhos para todos

O modelo de franquia de caminhões tem o foco nos pequenos transportadores e autônomos. Segundo o Diretor Comercial, Diego Tomasi, que também integra a direção do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga e Logística do Estado do Rio Grande do Sul (Setcergs), trata-se de um sistema que interliga os franqueados com os grandes embarcadores e fornecedores da empresa.

Este compartilhamento de informações e veículos gera ganhos para todos. “O embarcador, com maior oferta e disponibilidade de veículos. O franqueado, com maior movimentação de cargas. A nossa empresa, com desenvolvimento e ganho de escala. E a economia do Estado, com maior geração de emprego e renda para os pequenos transportadores e autônomos”, reforça o Diretor Comercial.


Créditos: Agência Lente M Conteúdo